Morto, vivo, morto, vivo…

Gatos, sempre eles…