Diário de Bordo

Tantas almas
Tantos jeitos
Todas elas únicas, nenhuma igual a outra
Todas juntas em um único ponto azul no espaço
Fico a imaginar quando essas almas começarão a pensar de forma coletiva, mesmo sendo tão diferentes umas das outras
Mas moramos no mesmo planeta, Dividimos o mesmo chão. Deveríamos dividir muito mais do que o chão onde pisamos. Deveríamos respeitar os espaços e opiniões alheias, pois não passamos de meras poeiras cósmicas…
O universo é infinito, além de haverem outros universos paralelos a este, além de a vida se estender mesmo após a morte.
Nada acaba, só começa de forma diferente em outro lugar.
Há tanto que não sabemos, tantas outras tecnologias e raças e culturas! E nós ainda somos tão primitivos… Os noticiários me deixam triste todos os dias.
Dizem que mudar a nós mesmos já é o passo inicial para mudarmos o mundo.
Como então aceitar seres tão adversos? E quando as outras culturas chegarem até nós? Estaremos prontos para elas?
Humanos, não somos os únicos nesse universo e em outros também, parem de ser egoístas e sejam mais coletivos! Parem de pensar somente em atrair riquezas e status porque essas coisas são ínfimas para o que ha por vir.
Tenho esperança por dias melhores para os humanos.
Queria que eles compartilhassem o mesmo pensamento evolutivo que tenho.
Que pensassem mais em ensinar e dividir, do que em matar e destruir.

Anúncios