Gatos machos também tomam anticoncepcional?

Parece estranho, soa até mal, mas é verdade (soube hoje). Gatos machos também tomam anticoncepcional para aliviar sintomas relacionados a hipersexualidade, tais como jatos de urina (o que meu gato faz o tempo todo e me deixa maluca), excitabilidade, vagar a esmo, miados estridentes e contínuos (meu pestinha também faz isso…). Soube disso hoje quando fui levar meu gatinho Costelinha pra tirar sangue, o que é obrigatório antes de realizar a castração (que será na próxima semana), que é altamente recomendável para qualquer animal, pois quando começam os sintomas da faze adulta, só Jesus pra dar paciência!

Pedi uma solução de urgência a médica (pois eu estava a ponto de surtar) em relação aos sintomas que meu gato têm apresentado (miados, jatos de urina, mordidas…) pra poder aguentar até a semana que vem, e ela prescreveu o anticoncepcional, que confesso que fiquei bem surpresa ao saber que gatos machos também tomam!

Lembrando que ministrei o medicamento nele por orientações da veterinária dele, então, se seu bichinho também anda neurótico, leve ele ao médico sempre que puder!

Palavras que fazem sentido

Falem quem quiser, eu gosto da boa leitura que o Paulo Coelho proporciona. Já tive alguns professores de literatura que o criticaram, nem lembro o porque. De uma coisa eu sei: as palavras dele nos prende de tal forma que não conseguimos parar até saber o desfecho da história. Foi o que aconteceu quando li Brida. São livros de fácil e agradável leitura e que prendem. De vez em quando acesso o blog dele onde tem muitos pequenos contos, cada um mais lindo, tanto que resolvi postar um deles aqui no blog.

Da Espada

O Guerreiro da luz a toda hora recorda o trecho de John Bunyan:

“Embora tenha passado por tudo que passei, não me arrependo dos problemas em que me meti – porque foram eles que me trouxeram até onde desejei chegar.  Agora, já perto da morte, tudo que tenho é esta espada. E a entrego para todo aquele que desejar seguir sua peregrinação. Levo comigo as marcas e cicatrizes dos combates – elas são testemunhas do que vivi, e  recompensas do que conquistei. São estas marcas e cicatrizes queridas que vão abrir as portas do paraíso para mim.

Houve época em que vivi escutando histórias de bravura. Houve época em que vivi apenas porque precisava viver.  Mas agora vivo porque sou um guerreiro, e porque quero um dia estar na companhia Daquele por quem tanto lutei”.

Nem preciso dizer mais nada.